© 2018 por Bem Financeiro. Criado por Nave Estúdio Criativo

  • Edward Claudio Jr

O que é melhor, financiar um imóvel ou morar de aluguel?

Comprar um imóvel, nem sempre é uma decisão fácil de realizar, pois uma série de questões da vida pessoal devem ser analisadas. Apesar da aquisição da casa própria estar entre os maiores sonhos dos brasileiros, muitas vezes, sem planejamento e uma reflexão mais profunda pode se tornar um grande pesadelo.



Está é uma pergunta que recorrentemente recebo nos atendimentos e treinamentos que realizo. E sempre respondo que depende de algumas questões, que não passam apenas pelo lado financeiro.


Comprar um imóvel, nem sempre é uma decisão fácil de realizar, pois uma série de questões da vida pessoal devem ser analisadas. Apesar da aquisição da casa própria estar entre os maiores sonhos dos brasileiros, muitas vezes, sem planejamento e uma reflexão mais profunda pode se tornar um grande pesadelo.


Antes de analisar o lado financeiro, faça uma reflexão. O que está aquisição pode proporcionar para você e sua família? Que benefícios espera alcançar? Talvez segurança, bem estar, conforto, aquela sensação de ter o seu cantinho, alívio por não ter que pagar aluguel... são várias as respostas ou a soma de todas. Mas, somente você pode responder. Afinal, ter o imóvel próprio é realmente importante? E, mais uma vez, não estou abordando apenas da questão financeira, estou falando do seu interior. Para você não importa alguns sacrifícios que terá que realizar para este objetivo; se terá que trabalhar mais, sair menos, adiar aquela viagem que sempre sonhou. O importante é ter a sua casa.


Já fiz as seguintes perguntas para muitas pessoas que realizaram o sonho da casa própria:


- Qual foi a sensação que você teve quando entrou pela primeira vez na sua casa própria? Algumas respostas: sensação maravilhosa; alegria; felicidade; paz interior; congraçamento com a família, entre outras.


- Valeu a pena os sacrifícios que teve que fazer para alcançar este propósito? Faria de novo? A grande maioria respondeu que valeu muito a pena e que faria tudo de novo, com certeza.


Mas também existem muitas pessoas que não tem apego em ter a casa própria e preferem alugar um imóvel, por se sentirem mais livres para mudar de trabalho, bairro, cidade ou até mesmo de país. E não tem nada errado com isto. O importante é a pessoa se sentir bem e feliz com as suas escolhas.


Agora falando da questão financeira, é aconselhável fazer um bom planejamento, tanto para a aquisição da casa própria, quanto para a opção de morar de aluguel.


Nos dois casos é fundamental fazer um levantamento das opções e verificar qual cabe no seu orçamento. Saber qual o limite que pode assumir, por exemplo, na prestação do imóvel financiado, quanto terá que guardar para dar a entrada, o valor do condomínio, do IPTU, orçar se o imóvel vai precisar de acabamento ou reforma, os móveis necessários e a documentação, ou seja, muitas questões que se não forem bem orçadas e planejadas podem tornar a sua vida financeira um caos.


Na questão da locação, também é fundamental levantar todas as informações financeiras, se o valor do aluguel é compatível com a sua renda, verificar quais garantias terá que oferecer como locatário, qual será a multa em caso de rescisão do contrato, se terá algum desconto no aluguel caso faça bem feitorias no imóvel, enfim, várias questões que vão ajudar a manter o equilíbrio financeiro.


E para qualquer uma das situações acima, cabe verificar se o padrão de vida das pessoas do bairro preferido está dentro da sua realidade financeira, pois já atendi muitas pessoas que escolheram um bairro mais “caro” do que estavam acostumadas e isto complicou o orçamento pessoal ou familiar.


Recomendo que sempre, faça tudo de forma legal, com contrato, escritura registrada, pesquise e análise do vendedor ou construtora. Não faça contratos de gaveta, pois isto pode gerar uma tremenda dor de cabeça no futuro, com a perda de muito dinheiro. Talvez, até mesmo as reservas de uma vida inteira de trabalho. Se o imóvel desejado não tiver escritura ou qualquer problema, não feche negócio e procure outro totalmente regularizado.


Faça as contas com calma, não se deixe levar pela emoção e com certeza fará uma decisão correta e que lhe trará muitas felicidades. Tomei estas precauções nos dois imóveis que adquiri e tudo ocorreu bem, sem percalços financeiros, inclusive consegui quitá-los antes dos prazos planejados.


E, tenho certeza, com você acontecerá a mesma coisa se fizer um bom planejamento, seja para comprar o imóvel próprio, seja para morar de aluguel e investir o seu dinheiro de outra forma. Reflita no que é importante, não somente na questão financeira, mas principalmente naquilo que trouxer mais felicidade e plenitude para você e sua família.


E se tiver dúvidas, nós do BEM Financeiro estamos à sua disposição para ajudar nesta decisão.


---

Edward Claudio Júnior é Pós-graduado em Educação Financeira, Coach Financeiro, Palestrante e Treinador Comportamental. Cofundador do BEM Financeiro – Desenvolvimento em Finanças, responsável pelo escritório em São Paulo.

34 visualizações