• Edward Cláudio Jr

O Brasileiro no vermelho. Como resolver?

Atualizado: 25 de jul.

O nosso sistema financeiro disponibiliza crédito fácil para a população, porém a uma taxa de juros muito elevada, que se não utilizado com consciência, gera a famosa “bola de neve das dívidas”.


Existem vários motivos para que isto ocorra em nosso país de forma crônica. Muitos especialistas alegam que estamos vivenciando este nível de endividamento devido a COVID, que desencadeou um aumento do desemprego, diminuição da renda e alta da inflação. São pontos importantes a destacar, mas o ponto principal da discussão deve estar centrado na falta de educação financeira da população.


Atendo pessoas e famílias desde 2008, quando me tornei um educador financeiro. E neste período foi possível constatar, o quanto a falta de bons hábitos e comportamentos podem levar pessoas e famílias ao endividamento crônico. A utilização do crédito, sem um planejamento, pode levar a situações de endividamento que em alguns casos se torna impagável[1]. A maioria dos consumidores brasileiros não têm a menor ideia do custo dos financiamentos adquiridos. Sem medo de errar, afirmo que tomam decisões na base da emoção ao invés da razão.


Nas empresas

Nos últimos 9 meses de atendimentos com colaboradores nas empresas, levantei os seguintes números:


Mais de 50% dos atendimentos foram para resolver casos de Endividamento. Em seguida temos Investimentos, Planejamento Financeiro e Financiamento Imóvel bem próximos. O tema Previdência Privada, ainda com pouca representatividade, é importante, pois muitas empresas oferecem este benefício para os colaboradores e dúvidas estão surgindo a este respeito. Aqui gostaria de parabenizar as empresas que oferecem este benefício, para mim um dos mais importantes para a vida futura do colaborador.

___________________________________________________________________________________________ [1] https://g1.globo.com/economia/noticia/2022/05/02/endividamento-e-inadimplencia-das-familias-batem-novo-recorde-em-abril.ghtml https://www.infomoney.com.br/minhas-financas/endividamento-dos-brasileiros-atinge-maior-nivel-em-12-anos/ https://www.cnnbrasil.com.br/business/endividamento-cresce-no-pais-e-cria-contingente-de-devedores-cronicos/ “O consumidor no vermelho – O brasileiro nunca esteve tão endividado”. Esta é o título de uma matéria da Revista Exame (Edição 997) de 10/08/2011. E se olharmos para o momento que vivemos, podemos dizer que está mais atual do que nunca.


Com relação ao Público Atendido, percebemos mais mulheres procurando o atendimento. Isto não significa que as mulheres estejam mais endividadas do que os homens, mas que procuram mais ajuda para ter uma vida financeira melhor. Os homens são mais reservados, principalmente se a questão a ser tratada for o endividamento.




Na questão das dívidas, destaque para o cartão de crédito, empréstimos pessoais, empréstimo consignado e cheque especial, na ordem.


Apesar de estar em última posição na relação, as dívidas com Agiotas vêm aumentando nos últimos meses, e isto é muito preocupante, pois trata-se de uma forma de crédito ilegal e que pode trazer sérios problemas para o devedor, muito além dos financeiros.


Como se prevenir do vermelho?


A equação atual:

CRÉDITO FÁCIL + FALTA DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA = ENDIVIDAMENTO.


A maioria dos brasileiros não leva em conta os juros ao fazer empréstimos ou comprar financiado. E isto é fruto principalmente da falta de educação financeira. E ao tentar sair do ciclo do endividamento, acabam acumulando mais dívidas, pagando mais juros e por mais tempo e com isso realizam menos sonhos nas suas vidas.


É preciso mudar a equação acima para:

CRÉDITO CONSCIENTE + EDUCAÇÃO FINANCEIRA = REALIZAÇÃO DE SONHOS E PROSPERIDADE.


É necessário que a Educação Financeira permeie todos os setores da sociedade: escolas, famílias, empresas, comunidades, ONGs, etc. Somente desta forma, poderemos criar uma população com bons hábitos e sustentáveis financeiramente.


Se estiver em dificuldades ou está num momento em que não encontra uma saída, procure ajuda. Não tenha vergonha desta situação. Muitas pessoas estão sendo ajudadas neste momento, da maneira correta, por profissionais ou pessoas que têm a habilidade e principalmente a missão de ajudar o próximo. Assim, poderá encontrar o caminho sustentável para sair do endividamento e recuperar o controle da sua vida financeira.


No Blog do BEM Financeiro temos diversos artigos tratando de assuntos relacionados a Educação Financeira e Finanças Pessoais. Acesse, compartilhe e nos ajude a dividir esses conhecimentos.


Assim, construiremos uma nação onde as pessoas terão melhor qualidade de vida, com comportamentos que contemplem a realização dos seus propósitos de vida, no curto, médio e longo prazos.


---

Edward Claudio Júnior é Pós-graduado em Educação Financeira, Coach Financeiro, Palestrante e Treinador Comportamental. Cofundador do BEM Financeiro – Desenvolvimento em Finanças, responsável pelo escritório em São Paulo.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo