• Rogerio Frutuozo

Diversifique e conheça novos tipos de investimentos

Você certamente já ouviu várias vezes a frase de nunca colocar todos os ovos no mesmo cesto, né? Mas quantos cestos você tem? Minha finalidade aqui é disponibilizar mais cestos para você distribuir os ovos. Se você possui investimentos saiba que tanto em renda fixa como variável existem vários cestos diferentes que você precisa conhecer!



Foto: William Iven by Unsplash


Neste primeiro momento quero chamar atenção para que você busque avaliar este novo horizonte e na jornada dos nossos artigos vamos aprofundando. Saiba que se você investiu em renda fixa de forma conservadora, existem investimentos de renda fixa com riscos moderados e agressivos, assim como em renda variável, há oportunidades com variações menores.


Te convido a verificar seus investimentos atuais, ou caso não tenha iniciado essa trilha de investidor, aqui você vai conhecer as melhores oportunidades para diversificar.

Para ampliar seu conhecimento sobre investimentos seguem alguns conceitos e exemplos, a cada novo artigo vamos nos aprofundar.


Conceitos:

Renda Fixa – Investimentos que você pode contratar com rentabilidade pré-estabelecida ou de acordo com um índice de mercado. Possui riscos calculados e menor variação de rendimento. Principais tipos:


Títulos – Sopa de letrinhas (CDB, LCI, LCA, CRA, CRI, LC, LF), debentures, títulos do tesouro nacional (tesouro direto).

Fundos – Crédito privado, debentures, DI, RF, Inflação, Pré-fixado.

Renda Variável – Investimento sem uma previsão pré-estabelecida, a variação da rentabilidade é maior. Principais tipos:


Títulos – Sopa de letrinhas (ETFs, BRDs, FII), Ações, Futuros, Opções.


Fundos – Ações, multimercado, cambial, internacional, alternativos, ouro, índices.


Seus investimentos precisam estar distribuídos em pelo menos dois cestos, mas vamos dar algumas dicas e sugestões de acordo com seu perfil:

  • Conservador – pelo menos dois tipos de renda fixa;

  • Moderado – pelo menos três tipos de renda fixa e um tipo de variável;

  • Arrojado – pelo menos três tipos de renda fixa e dois tipos de renda variável;

  • Agressivo – pelo menos três tipos de renda fixa e três tipos de renda variável;

Passo a passo para melhorar seus investimentos:

  1. Conheça mais sobre os investimentos citados neste artigo;

  2. Abra uma conta em uma corretora de investimentos;

  3. Faça o teste de perfil de investidor: conservador, moderado ou agressivo;

  4. Busque pelo menos duas orientações sobre investimentos, preferencialmente uma gratuita e outra remunerada;

  5. Invista em renda fixa para uma reserva imediata;

  6. Invista em renda variável, pensando no longo prazo;

  7. Acompanhe a performance do seu investimento mensalmente;

  8. Sua estratégia de investimentos deve ser revisada pelo menos uma vez a cada seis meses;

  9. Aprenda a conviver com risco;

  10. Sempre coloque um propósito de como gastar o que está investindo

Esta é apenas a ponta do iceberg, existe um longo caminho para aprender cada vez mais, conte conosco para orientá-lo de forma imparcial, mas nunca deixe de buscar aprendizado para ter suas próprias referencias.


Nos encontramos nos próximos artigos sobre investimentos para aprofundar mais sobre o assunto, caso tenha preferência em algum tipo de investimento específico, comente no nosso blog e redes sociais!


---

Rogério Frutuozo tem um MBA em Engenharia Financeira pela escola politécnica da USP (2011), é Instrutor de treinamentos de finanças, matemática financeira e estatística. Tem Certificado SUSEP como Corretor de seguros e também é Agente Autônomo de investimentos. Cofundador de BEM Financeiro – Desenvolvimento em Finanças, corresponsável pelo escritório em São Paulo.

© 2018 por Bem Financeiro. Criado por Nave Estúdio Criativo